Inteligência e Testes de QI
     
Entrada Artigos Português Inteligência geral e conhecimento específico no Futebol
Inteligência geral e conhecimento específico no Futebol PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Costa, João Carlos Viana Cunha   
Terça, 09 Março 2010 10:59

A investigação actual vem realçando a importância dos processos cognitivos nas acções realizadas no âmbito dos Jogos Desportivos Colectivos, em virtude das características complexas da sua intervenção. Entre os requisitos considerados fundamentais, o conhecimento específico da modalidade parece possuir um peso importante na performance desportiva. Contudo, a existência dum elevado nível de conhecimento poderá não garantir uma elevada prestação, se os caminhos de circulação de informação não estiverem optimizados e se o jogador não for capaz de adaptar e reordenar a sua intervenção em cada momento de jogo.No âmbito da avaliação do conhecimento específico em Jogos Desportivos Colectivos, os protocolos têm privilegiado, simultaneamente, a análise da prontidão e da qualidade da resposta, através de inquéritos de resposta múltipla.No presente estudo pretende-se analisar e comparar a forma como a inteligência geral dos jogadores de Futebol e o seu conhecimento específico do jogo se relacionam.

Mais especificamente, pretende-se: avaliar e comparar a Inteligência geral e o conhecimento específico do jogo em jovens praticantes de Futebol segundo os respectivos estatutos posicionais e nível competitivo; e contrastar a percepção do treinador, face à capacidade de decisão e ao conhecimento específico do jogo dos seus jogadores, com os resultados obtidos pelos seus jogadores nos testes de inteligência geral e do conhecimento específico do jogo.Para tal, foram utilizados o teste de atenção de Toulouse-Piéron, o teste das figuras Idênticas de Thurstone e as Matrizes Progressivas de Raven, para avaliar os processos cognitivos gerais dos jovens Futebolistas, bem como o protocolo de avaliação do conhecimento específico do jogo construído por Mangas (1999) e aperfeiçoado por Correia (2000). Estes instrumentos foram aplicados a uma amostra de 44 praticantes federados de futebol de diferentes níveis competitivos, com uma média de idades de 16.00±0.53 para o grupo de nível competitivo ...

Fonte: Dissertação de Mestrado em Ciência do Desporto, área de especialização em Desporto para Crianças e Jovens, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto: http://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/9930



Gostou? Partilhe na sua rede social!
Reddit! Del.icio.us! Mixx! Free and Open Source Software News Google! Live! Facebook! StumbleUpon! TwitThis Joomla Free PHP
 

Traduções...

  • Mensa
  • Contacto
  • Breves
  • Testes
  • Puzzles
  • Vídeos
  • Imagens
  • Áudio
  • Ressalvas
  • Livro de Visitas
  • Arquivo Histórico
  • Estamos no Facebook!