Inteligência e Testes de QI
     
Entrada
What is a genius? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Genius is not only quantitative in the sense that it represents more intelligence or talent than that possessed by ordinary people, even highly gifted people. It is not just that a genius is a lot better at something than others who are simply good at that thing. As their lives invariably demonstrate, genius is also a qualitative difference, a difference in essential nature as well as capability. We can be certain that the genius we call Shakespeare had an exceptional childhood. His achievement was too monumental in scope, his break with the past too thorough, to have been preceded by an ordinary childhood, an ordinary education (or, if we can trust what’s known about William of Stratford, no education at all).

Continuar...
 
Alimentação até aos três anos pode influenciar QI PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A alimentação das crianças nos primeiros anos de vida pode afectar o desenvolvimento do seu quociente de inteligência (QI), revela um estudo publicado na revista científica "British Medical Journal". Os investigadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, basearam o seu trabalho em dados do estudo ALSPAC, realizado com 14 mil crianças nascidas entre 1991 e 1992, e que faz um acompanhamento a longo prazo da saúde dos participantes.

Continuar...
 
O apoio psico-educativo a alunos com altas habilidades PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A temática da sobredotação integra algumas incertezas e ambiguidades. Apesar dos alunos sobredotados e talentosos terem direito a uma educação diferenciada, não costumam ser alvo de atenção especial por parte do sistema escolar e dos intervenientes educativos. Ao longo desta dissertação procuramos analisar e reflectir sobre esta problemática, incluindo uma componente mais teórica e outra mais empírica. Na componente teórica, abordamos o conceito de sobredotação e alguns dos modelos explicativos, acompanhando a sua evolução e o estado actual da arte. Reiteramos a articulação entre a identificação e a definição de sobredotação, discutindo as fases necessárias à identificação dos alunos (sinalização e avaliação) e apresentando algumas propostas concretas sugeridas para este processo. Tomando as práticas educativas destacamos a aceleração, o agrupamento e o enriquecimento como as principais medidas educativas adoptadas com os alunos sobredotados e talentosos, analisando os dados da investigação sobre cada uma delas e defendendo a sua complementaridade assente na diferenciação curricular. Na componente empírica começamos por apresentar o contributo do nosso trabalho para o estudo psicométrico de provas psicológicas relacionadas com a categorização de informação (Formar Conjuntos - Palavras e Formar Conjuntos - Números e Símbolos) e a criatividade (quatro sub-testes do Teste de Pensamento Criativo de Torrance).

Continuar...
 
Alunos sobredotados : a aceleração escolar como resposta educativa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A educação dos alunos sobredotados tem justificado uma preocupação crescente por parte dos políticos e dos profissionais da educação, assim como dos investigadores nos domínios da Turma), Escala de Auto-Conceito para Crianças e Préadolescentes de Susan Harter ( Self-Perception Profile for Children), e uma entrevista semi-estruturada aos pais. Os resultados obtidos apontam para diferenças estatisticamente significativas a favor dos alunos acelerados nas provas psicológicas aplicadas e nas percepções das suas habilidades cognitivas e académicas por parte dos professores.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Seguinte > Final >>

Pág. 7 de 7
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Inquéritos

O que contribui mais para a inteligência?
 

Traduções...

  • Mensa
  • Contacto
  • Breves
  • Testes
  • Puzzles
  • Vídeos
  • Imagens
  • Áudio
  • Ressalvas
  • Livro de Visitas
  • Arquivo Histórico
  • Estamos no Facebook!